Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Fatos e Fotos

Baú de Relíquias - A bola não pára

Juventus em Oberá

No time do Juventus, porque nem todos fossem craques, costumava-se recorrer aos co-irmãos de algum atleta que fosse bom e tivesse “passaporte” para viagens internacionais.Tal aconteceu numa ida do Juventus a Oberá.

O mesmo faziam os “castelhanos” quando aqui vinham, constando que trouxessem até jogadores consagrados, como teria acontecido com Sivori, da seleção pan-americana de 1958 e que, depois, foi destaque na Europa.

Os enxertos do Paladino e Aliança, salientando-se Décio e Charles.

O escore a gente não lembra.

Sabe porém que a linha atacante era a melhor, ou das melhores, que Santa Rosa não viu jogar: Charles, Mulita, Bozzeto, Alceu e Plínio.


Foto da entrada em campo em Oberá. Na frente os 2 goleiros. Atrás Plínio, Arno Mantay (com a bandeira) e Castelhano)

Copyright © João Jayme
Site desenvolvido por Mérito Propaganda