Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Fatos e Fotos

Baú de Relíquias - A bola não pára

A História do Leque na Vila 14 de Julho

Leque veio para Vila 14 de Julho (Santa Rosa) para jogar futebol, na década de 30 (??). O time, o Uruguay Futebol Clube, cujo uniforme era constituído de camiseta vermelha e branca combinando calções brancos. Jogava com a camisa nº 5, na posição de “Center-Half”.

Além de jogar futebol - provavelmente na época não era profissional, Leque vendia bilhetes de loteria. Morava, então, na Vila Agrícola, que era separada da Vila 14 de Julho pelo caudaloso Rio Pessegueiro.

Contam que após os jogos do Uruguay nos campos de chão batido (saibro) e como não havia vestiários, os jogadores banhavam-se nas águas do rio Pessegueiro. O campo de futebol, onde os jogos eram realizados, localizava-se onde hoje se encontra o Cemitério Municipal de Santa Rosa. Muitos dos jogos eram contra rivais argentinos, principalmente das cidades de San Javier e Oberá.

No cotidiano (dia a dia), o jogador e vendedor de bilhetes - LEQUE - vinha – pela manhã - da Vila Agrícola, onde morava, andando até ao café/bar do Sr. Jacob Mander, localizado junto à praça da Independência. Lá, costumava fazer o desjejum comendo até 12 (doze) ovos crus. E os comia utilizando a seguinte técnica: “bicava” em uma das extremidades do ovo fazendo um pequeno furo, através do qual sorvia (chupava) o conteúdo. Após este ritual, saía a vender os bilhetes de loteria na Vila 14 de Julho.

Na época, para se alcançar à Vila Agrícola desde a Vila 14 de julho, o trajeto era feito descendo-se pela Rua Borges de Medeiros, atravessando-se um pontilhão de madeira sobre o rio Pessegueiro e subindo-se até a Vila Agrícola.

Posteriormente, em virtude da construção do Cemitério Municipal da cidade, o trânsito foi desviado através de um trecho novo de contorno, que ainda hoje existe.

Como andasse no inverno e verão de camisas de mangas curtas, atribuía-se à falta de frio, por, no deslocamento para Vila 14 de julho, tomar banho nu, no Pessegueiro

Consta que LEQUE, o único jogador preto, seria jogador do Internacional de Santa Maria.

Como o URUGUAY não estivesse colhendo as vitórias que seus dirigentes almejavam, - por intermédio do Sr. JOÃO MACLUF, pretenso Presidente, - contrataram-no, e esta teria sido a primeira aquisição feita na historia do futebol de Santa Rosa.

Colaboração: Waldemar Zenni


Copyright © João Jayme
Site desenvolvido por Mérito Propaganda