Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Fatos e Fotos

Baú de Relíquias - A bola não pára

Sete de Setembro

Em Cruzeiro, o primeiro clube de futebol que recordo foi o 7 de Setembro.

O campo, todo de terra.

Situado num terreno, ou praça na frente do Clube do mesmo nome, que tinha como destaques um salão de baile, canchas de bolão e um palco para apresentações artísticas.

Nessa época, a equipe era integrada por guris do distrito, dentre os quais, WALNIR DEON, JOÃO GIRARDI, BELTRAME e os primos MINUCCI

Jogávamos uma partida amistosa e eu sempre de centroavante.

Alguém cruzou uma bola da direita, o goleiro se passou, ela já estava entrando quando o famoso Center-forward cabeceou para confirmar o gol, mas, com muita falta de inspiração ou com total imperícia, cabeceou-a para fora

Teve de voltar a pé, pelo caminho dos trens da Viação Férrea, nunca mais ser convidado para lá ir jogar e, por vir pelos trilhos, perdeu o TODA HORA e aprendeu o ditado: “Quem procura atalho, procura trabalho”


JUVENTUDE F.C. – 1962/63: Em pé: Darci Cappellari, Ivanir Taffarel, Adão Rosa, Wily G. Dias, Paulo Buzanello e Mido. Agachados: Plínio Tonel, Waldemar, Jarbas Tonel, Giba, Nelci Pedrolo e Vitélio Pedrolo.
Sucessor do 7 de Setembro em Cruzeiro

Copyright © João Jayme
Site desenvolvido por Mérito Propaganda