Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Fatos e Fotos

Baú de Relíquias - A bola não pára

O SANTOS DE NERCI E RAUL

Nerci Soares dos Santos, morador de Giruá, aonde trabalhava numa laminadora, veio para Santa Rosa, a fim de prestar serviço militar obrigatório, incorporando às fileiras do 1º Regimento de Cavalaria Motorizado.

Por seu alto tirocínio precoce, destacou-se entre os conscritos. Cumprindo suas obrigações, deu baixa como os demais recrutas.

Durante suas folgas já auxiliava nos serviços de um pequeno armazém, daqueles que vendem de tudo, situado quase em frente da Ferragem Missioneira e da firma Ortmann, duas das potências do comércio da região.

Como passar do tempo, adquiriu o minimercado e tocou o negócio para frente. Foi dos primeiros a atuar nesse ramo, com progresso constante em Santa Rosa.

Quando o futsal conseguiu um destaque na cidade, fundou o Santos, time de futebol de salão que granjeou alto conceito nesse esporte.

Pouco se conseguiu sobre esta agremiação, mas num jornal da época constou a noticia abaixo:

Transferindo-se para o Mato Grosso, aquerenciou-se em BONITO, onde desempenhou com sucesso as qualidades de desbravador e empreendedor, sendo eleito inclusive, Prefeito da cidade à qual incrementou o progresso.

NERCI SOARES DOS SANTOS,deixou de residir em Santa Rosa, ocupando-se em outras múltiplas atividades no Mato Grosso.

O DONO DO SANTOS

Raul Meneguini

A sede do Santos F. C. era na Travessa Butantã, o mesmo prédio onde hoje é o Edifício Liton Lanes Pilau, c jo prédio, então de propriedade de Nerci Soares dos Santos e funcionou o primeiro Supermercado (auto atendimento) instalado em Santa Rosa/RS. Dentre os jogadores que aparecem na foto estampada pelo jornal A Serra da época(1963) como Raul Meneghini, Vitélio, Francisco Brandão(Mineirinho) e Ivar Taffarel(pai do Goleiro Claudio Taffarel), o goleiro Valdir, eram funcionários da empresa do Sr. Nerci Soares dos Santos.

O Santos F. C. tinha como diretor de futebol o Sr. Virgílio Decas, como secretário o Sr. Egon Leichter e como responsável pelo material esportivo o Sr. Irio Gustavo Pahl. Tais dirigentes eram também funcionários da empresa do Sr. Nerci Soares dos Santos (Fundador do Clube).

Santos na Terra dos Presidentes

Com esta manchete o Jornal A SERRA, em uma de suas edições da época, mencionou em matéria jornalística o fato.

O Santos F. C. excursionou em para a cidade de São Borja RS onde disputou uma partida amistosa com o Clube dos Dez daquela cidade.O escore foi 2X2 com gols do Santos feitos por Mineirinho e Vilmar enquanto que Ilo Diogo (irmão do famoso Ivo Diogo que jogou como centroavante do Inter e Grêmio de Porto Alegre) fez os dois gols para o time são-borjense.

Em partida de volta, realizada em Santa Rosa na quadra da Escola da Evangélica da Paz o Santos foi derrotado pelo Clube dos Dez pelo escore de 3x2, e os gols do Santos F. C. foram feitos por Raul Meneghini.

Foi campeão em 1963 de um Torneio, realizado na quadra da Escola Evangélica da Paz, do qual fizeram parte Montese, Alvorada, Brasil e Atlas Júnior, no torneio denominado Ciriani.

Disputou dois campeonatos citadinos de futsal ou seja em 1963 e 1964 e em ambos jamais perdeu jogos para seus adversários, havendo acontecido vitórias e empates. Como atleta do Santos, fui distinguido com no mínimo 02 medalhas pela conquista de campeonatos.

O Santos F. C. também foi campeão em 1963 da Copa Volkswagen (tenho a medalha para a prova).

Próxima História
Copyright © João Jayme
Site desenvolvido por Mérito Propaganda