Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Fatos e Fotos

Baú de Relíquias - A bola não pára

Léo Cuspida

Com esse nome e apelido começou a jogar futebol em Uruguaiana, transferindo-se para Porto Alegre.

Jogando no GRÊMIO ESPORTIVO RENNER, conquistou junto com – Valdir de Moraes, Orlando e Paulistinha, Bonzo, LEO e Enio Rodrigues, Pedrinho, Breno Mello, Juarez, Enio Andrade e Joelcy, o título de campeão gaucho no PAPÃO de 54.

Em 1959, houve o fechamento do departamento de futebol.

Dos atletas acima nominados Waldir e Enio Andrade (este, dos melhores técnicos gaúchos e brasileiros) transferiram-se para o PALMEIRAS

Paulistinha e Pedrinho para o Internacional

Brenno Melo para o Fluminense e para ser astro em ORFEU DO CARNAVAL.

Ênio Rodrigues, primeiro e depois, Orlando e LEO, foram para o Grêmio.

A estreia do Leo, no time do Grêmio foi, justamente em Santa Rosa, contra uma seleção local.

É seu filho um dos maestros do consagrado espetáculo TANGOS E TRAGÉDIAS.


INAUGURAÇÃO ESTÁDIO CARLO DENARDIN
GRÊMIO - Germinaro, Altino e Mourão. Figueiró, LÉO e Enio Rodrigues. Toquinho, Rudimar, Juarez, Milton e Vieira.
SELEÇÃO Tano, Penicilina, Rubem Maicá, Charles Joner, Plino Tonel, Alceu Mallmann, Decio Zoheler, Pinga, Luiz Carlos Mello, Sabiá, Nique, Zeca, Decinho, Jambalaia(em pé) Agachado (último) Adaozinho (Taquariano).(Raul Meneghini)

Copyright © João Jayme
Site desenvolvido por Mérito Propaganda