Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Fatos e Fotos

Baú de Relíquias - A bola não pára

Comunista Escreve em Muro

Lá pela década de 50, chegou a Santa Rosa, para servir no 1º Regimento de Cavalaria Motorizado, o Sargento AMANDIO BOGADO.

Nascido se não me engano no Estado do Mato Grosso, tinha o sotaque inconfundível dos de fora do Estado.

Já casca grossa, como se diz na linguagem de caserna, aparece assim, de repente jogando futebol pela ponta direita do Aliança.

Era exímio nas bolas levantadas para a área, onde o Penicilina, com a sua destacada categoria, estava a postos para mandar para as redes.

Foi a antevisão das cruzadas do Waldomiro para os gols do Dadá Maravilha.

Ao guri do interior pouco versado em política internacional, sempre chamou atenção um adágio que dizia e repetia constantemente:

“Comunista escreve em muro”.

Desprezava os prováveis avanços conquistados pelos bolcheviques!


ALIANÇA 1955 - Pinga, Tano, Diomarte, Sabiá, Nique e Decio. Agachados: Bogado, Maicá, Carlinhos Berta (mascote), Penicilina, Alceu e Tatuzinho.(Raul Meneghini)

Copyright © João Jayme
Site desenvolvido por Mérito Propaganda